Notícias  
Governo português promete apoiar digitalização de bibliotecas de entidades comunitárias no Brasil
 

O Grêmio Literário de Belém mantém, entre outras raridades num acervo de 40 mil títulos, uma primeira edição ilustrada do D. Quixote, de 1723, e uma bíblia, de 1587, além de obras de referência de importantes autores portugueses e brasileiros.
Os responsáveis pela iniciativa consideram que a reedição de “A Arte da Cosinha” permite trazer “nova luz” sobre o importante e valioso espólio da biblioteca do Grêmio de Belém e recolher fundos para a sua digitalização e valorização.

“Esta iniciativa valoriza e atualiza o conhecimento sobre o legado cultural das comunidades portuguesas no Brasil. Este é o primeiro passo de um esforço de maior envergadura que pretendemos lançar, destinado à digitalização das obras literárias com maior valor imaterial, presentes nos diversos grêmios e gabinetes literários portugueses no Brasil”, disse o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. O embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Cabral, enfatizou, por sua vez, que “esta obra é sem dúvida mais um elemento de fortalecimento e união dos laços entre o Brasil – o Estado do Pará e Portugal, que vivem um momento de grande intensidade, e representa uma inquestionável valorização do patrimônio cultural de Portugal”.

Fonte: Portugal Digital

 
« Voltar