Opinião  
 

"Sempre tem que ser uma relação saudável, entre dois países que falam a mesma língua, principalmente, quando a história destes dois países é de Pai e Filho, o Descobridor e o Descoberto…

Tão importante para Portugal ter descoberto o Brasil, é amar e trabalhar sempre em direção de proteger o maior “polo lusófono” da nossa História dos Descobrimentos, protegendo definitivamente a Língua Portuguesa.

Se nós, portugueses, não pensarmos assim, estaremos “lesando” os descobridores… Aqueles que se sacrificaram, dando Mundos ao Mundo…

Por isso o momento que se segue é de responsabilidade dos dois países, de colocar em prática tudo aquilo que nossos antepassados sonharam e idealizaram, fazendo um Portugal maior e um Brasil melhor…”

 
Cantor e ator Roberto Leal
 
PERFIL
 

Poucos artistas no Brasil podem se orgulhar de chegar aos 40 anos de carreira, com uma vasta coleção de troféus e vendagens de discos, mas ainda em pleno processo de criação e produção, lançando novas gravações a cada ano, fazendo shows, televisão, e ainda com fôlego para investir em restaurantes, vinhos, azeite...Sim, tudo isto é motivo para comemorar!

A festa nasceu em 1971, quando cantou pela primeira vez o "Arrebita", na Discoteca do Chacrinha, na TV Globo.A partir daí inicia-se a contagem de mais de 30 Discos de Ouro, 5 Discos de Platina, entre os mais de 500 troféus que compõem sua coleção.Em 1977 realiza sua primeira excursão para Portugal e dali faz trampolim para levar o seu show para diversos países do mundo, para se apresentar por toda França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Suíça, Espanha, Luxemburgo, Austrália, África do Sul, Argentina, Venezuela, Canadá e Estados Unidos, além de ampliar cada vez mais o mercado do Brasil e Portugal.

Roberto Leal já realizou até hoje (2013) mais de cinco mil espetáculos no Brasil e por todo o mundo, já vendeu mais de 17 milhões de discos e tem mais de 400 canções gravadas.Em uma experiência única e muito bem sucedida, em 1978, protagonizou o filme “O Milagre”, que conta sua própria história, com recordes de bilheteria.

Foi o primeiro artista popular a se apresentar no Roy Thompson Hall de Toronto, que tendo sido inaugurado pela Rainha Elizabeth e a Orquestra Sinfônica de Londres que não havia recebido até então outros artistas que não de música erudita, grandes concertos.No final dos anos 80 passa a residir em Portugal e se dedica mais ao mercado Europeu. Teve o seu próprio programa de Televisão pela RTP Canal 1 de Portugal, com recordes de audiência absoluta.

Em Março de 1998 Roberto Leal retorna ao Brasil com sua família para, agora parar de andar às voltas com problemas de identidade à procura da sua porção Portuguesa e da sua porção Brasileira, definitivamente: Luso- Brasileiro.Coroando seu trabalho, pesquisa da Datafolha na semana de 20 a 27 de Abril de 1999, em todo território brasileiro, apontou o nome de Roberto Leal como a personalidade portuguesa de maior destaque e mais popular. Em segundo lugar aparece o nome de Pedro Álvares Cabral, seguido de Camões, Mário Soares, Saramago e Amália Rodrigues.

Em 2000 lança pela gravadora EMI, o CD "Roberto Leal canta Roberto Carlos" um dos discos mais vendidos da companhia. Em 2001 lança em Portugal e Brasil pela Gravadora Som Livre mais um projeto musical das culturas do Brasil e Portugal * Vira Brasil *.No ano seguinte, transitando livremente entre Brasil e Portugal, lança o trabalho “De Jorge amado à Pessoa”, onde reúne num mesmo CD e DVD grandes nomes da música portuguesa e brasileira, dividindo com eles o palco do Cassino do Estoril.

Em 2007 lança o "Canto da Terra", uma chamada geral, uma convocatória em prol da solidariedade e apoio à sua terra, Trás-os-Montes, e que foi considerado pela mídia, em Portugal, como um dos melhores lançamentos do ano.Em 2010 nasce “Vamos brindar!!!”, um CD recheado de canções alegres e dançantes, como era pedido por todas as comunidades portuguesas esparramadas pelo mundo afora, sem esquecer seu lado melódico e romântico.

Roberto Leal regravou a canção: a festa ainda pode ser bonita, pois a canção Arrebita, música que os Mamonas, saudosos há 16 anos, satirizaram e gravaram nessa nova versão. Na época, Roberto se sentiu homenageado, e não ameaçado e não levou pro lado do mal, "Os Mamonas não fizeram por mal, eles são meus amigos, eles estão me levando aonde eu não conseguiria chegar sozinho" diz Leal, então agora resolveu que era hora de prestar homenagem ao Grupo Mamonas Assassinas, gravando uma resposta do mesmo jeito que eles gravaram na época, sem as sátiras que eram peculiares aos Mamonas, e aí começa uma história de emoção e lembranças.O CD conta ainda com as participações especiais de Padre Marcelo Rossi e João Ricardo, do Secos e Molhados.

Em 2011, foi convidado a participar, como ator, do programa O Último a Sair, reality-show falso em Portugal, exibido pela RTP1, para concorrer a um prêmio que considerava mais um desafio, um programa de TV em horário nobre na TV portuguesa. Roberto venceu. O programa chegou ao Brasil através das redes sociais como facebook e twitter ; no youtube, um vídeo com uma das cenas mais comentadas onde Roberto finge tomar um chá de cogumelo alucinógeno, já recebeu até agora mais de 700 mil visualizações.

Na sequência de sua participação no reality show, Roberto Leal lança o livro “Minhas Montanhas” onde, num depoimento emocionado relata todas as dificuldades, todas as provas que teve de superar desde muito jovem, que o levaram ao sucesso, fizeram parte de um caminho que, desde muito jovem, sentiu que tinha de percorrer para se tornar num ser humano melhor.

Roberto Leal está presente em quase todos os programas de TV e rádios do Brasil, graças ao trabalho de base bem feito, uma imensa vontade de trabalhar e realizar shows, senão do mesmo tamanho de quando iniciou a carreira há 40 anos, talvez um tanto quanto maior, pois hoje ele tem a experiência e a excelência.

E neste Ano de Portugal no Brasil – 2012/2013 está criado assim um cenário mais que propício para grandes espetáculos no qual o artista leva para o palco toda fusão musical, com toda a beleza, movimento e vibração proporcionados pela mistura de duas das culturas mais ricas do mundo em termos musicais. Brasil e Portugal desfilam pelo palco através da riqueza instrumental, das luzes, de grupos de dança e bailarinas com riquíssimos figurinos, espetáculos que têm a riqueza, musicalidade e energia bastante potencializada, para além da materialização do ideal de união das duas culturas ....por tudo ....Vamos Brindar!

Roberto Leal, nome artístico de António Joaquim Fernandes, nasceu em Vale da Porca, Macedo de Cavaleiros, Portugal, em 27 de novembro de 1951 e faleceu em 15 de setembro de 2019, em São Paulo. Era considerado embaixador da cultura portuguesa no Brasil. Ao longo da carreira de mais de 45 anos, vendeu quase 25 milhões de discos e ganhou 30 discos de ouro, além de cinco de platina e 500 troféus.

Segundo seu filho mais velho, Rodrigo Leal, ele tem uma música que diz isso, 'sou português brasileiro'. “Ele era um cara que se apaixonou pelo Brasil de verdade. Se você pegar a discografia do meu pai você vai ver isso. Ele gravou no Maranhão, Recife, Piauí, São Paulo etc. Se você for procurar dentro da discografia dele, vai ver que ele se deixou misturar. Essa é a grande obra artística dele", disse Rodrigo Leal.

 
« Voltar