Notícias  
Brasil apresenta Sistema de Deliberação Remota para Parlamentos de Língua Portuguesa
 

Para o secretário-geral da Mesa adjunto do Senado, Waldir Bezerra Miranda, que representou o Senado no evento, “foi bastante interessante e produtivo por possibilitar a troca de experiências sobre como cada um se adaptou ao novo cenário mundial. Percebemos que o Parlamento brasileiro conseguiu resposta muito rápida e eficiente nesse contexto”. Ele lembrou que o Senado tem funcionado de forma ininterrupta e, nas sessões deliberativas remotas, as matérias relacionadas à pandemia tramitam com rito de urgência e atendem a todas as determinações do Regimento Interno do Senado Federal (RISF).

O webinar substituiu a sétima edição do Curso de Formação Interparlamentar, promovido pela Assembleia de Portugal anualmente. Em 2020, o evento deveria ter sido realizado presencialmente em maio, em Lisboa, mas teve de ser cancelado em virtude da pandemia do covid-19. Durante a sua fala, Miranda destacou a implementação do Sistema de Deliberação Remota (SDR), que criou uma plataforma digital para os debates e votações do Parlamento e trouxe todas as ferramentas de acessibilidade e segurança necessárias para garantir o andamento e legitimidade das sessões. Para as votações, por exemplo, o parlamentar precisa inserir sua chave de acesso, tirar uma foto após o voto e inserir um código alfanumérico recebido por celular para validá-lo.

Também foi destacada a implementação da comissão mista que acompanha as medidas relacionadas ao covid-19, a única em funcionamento no Congresso Nacional. O colegiado foi criado pelo Decreto Legislativo 6/2020, o mesmo que declarou estado de calamidade pública no país em razão do novo coronavírus. Segundo o secretário-geral adjunto, entre as funções importantes da comissão está, por exemplo, o acompanhamento da situação fiscal e da execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas à pandemia.

Fonte: Agência Senado

 
« Voltar